quinta-feira, 16 de maio de 2013

História de um gato e de um rato que se tornaram amigos- Luis Sepúlveda

Oferta da delegada do grupo de Língua Portuguesa/Português.


Sinopse
Max vive em Munique com os seus pais e irmãos - e com Mix, o seu inseparável gato preto com uma mancha branca na barriga. Amigos desde a infância, quando Max cresce e decide mudar de casa, leva Mix consigo. Mix adora viver no novo apartamento. Mas quando Max começa a trabalhar e não pode estar tanto tempo em casa, Mix, que está a envelhecer e a perder a visão, sente-se cada vez mais sozinho.

Um dia, Mix ouve uns passinhos suaves vindos da despensa e descobre que há um ladrão a comer os cereais crocantes do dono. Esperto, Mix deixa-se ficar quieto e, de repente, com a rapidez de outros tempos, estica a pata e sente o corpo trémulo de um minúsculo ratinho. Mex, como é batizado, é um ratinho mexicano, muito medroso e charlatão. Mas os verdadeiros amigos apoiam-se um ao outro e juntos aprendem a partilhar o que de melhor têm dentro de si.

Baseado num episódio da vida de um dos filhos de Luis Sepúlveda, a História de um gato e de um rato que se tornaram amigos oferece-nos uma vez mais uma fábula singela e divertida sobre o verdadeiro valor da amizade.
in http://www.portoeditora.pt/produtos/ficha?id=14762733

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Dia da Espiga

Hoje é dia da Espiga!
Curiosidades:
O Dia da Espiga, coincidente com a Quinta-feira da Ascensão, é uma data móvel que segue o calendário litúrgico cristão.
Atualmente poucas são as pessoas que ainda vão ao campo nessa quinta-feira para apanhar a espiga, ou que se deslocam às igrejas para participar nos preceitos religiosos próprios da data, mas há largos anos , de norte a sul do país, esta  data era das mais festivas do ano. Havia muitas cerimónias sagradas e profanas, e não se trabalhava. Aliás, dizia-se: “no Dia da Ascensão nem os passarinhos bolem nos ninhos” .
Por todo o mundo mediterrâneo faziam-se festivais, com  cantares e danças, celebrando a Primavera, com o  eclodir da vida vegetal e animal, após a letargia dos meses frios, e a esperança nas novas colheitas.
A igreja cristianizou a data e permaneceu  como Quinta-feira de Ascensão, assinalando, como o nome indica, a ascensão de Jesus ao Céu, ao fim de 40 dias; e como Dia da Espiga, ou Quinta-feira da Espiga, com aspetos e crenças não religiosos,  do mundo agrícola e familiar.
O que se fazia?
As pessoas iam  ao campo apanhar a espiga, guardava-se  durante um ano, e era também um amuleto, pendurado na parede da cozinha ou da sala, para trazer a abundância, a alegria, a saúde e a sorte. Em muitas terras, quando faz trovoada, por exemplo, arde-se à lareira um dos pés do ramo da espiga para afastar a tormenta.
O ramo de espiga é composto por pés de trigo e de outros cereais, como centeio, cevada ou aveia, de oliveira, videira, papoilas, malmequeres ou outras flores campestres. 
A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga:
  • Espiga (trigo)  – pão;
  • Malmequer – ouro e prata;
  • Papoila – amor e vida;
  • Oliveira – azeite e paz; luz;
  • Videira – vinho e alegria e
  • Alecrim – saúde e força.

O  dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios.
A maioria das tradições do Dia de Espiga resume-se à apanha do ramo da espiga, ao qual, em muitos sítios, se adiciona também uma fatia de pão, para que durante todo o ano não falte este alimento em casa.
in http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_da_espiga

 
"Quem tem trigo da Ascensão, todo o ano terá pão."
 
 

Questionários

Resultado dos questionários feitos aos alunos depois da final do concurso Ler Dá Gozo.




sexta-feira, 3 de maio de 2013

Dia da Mãe


1º de maio

O 1ºde maio foi assinalado com uma exposição na BE e na porta da sala 16. Os materiais foram realizados pelas professoras de História na atividade Páginas do Tempo.






[slideshare id=62363107&doc=newsletterinauguraodarequalificaodabe-160524221313&type=d]